Empresários fazem balanço de consultoria - Trabalho realizado com dez empresas de confecção trouxe resultados positivos

postado em 3 de jun de 2011 06:35 por SINVESD INTERNET
Uma reunião realizada esta semana com representantes das empresas que participaram da consultoria com a equipe do Senai/Cetiqt, mostrou resultado positivo quanto ao trabalho realizado nas fábricas. Participaram do balanço o gerente do Sebrae (entidade que investiu a maior parte dos recursos para tal realização), Leonardo Mol, a gerente comercial do Sinvesd, Maria Eunice Rocha, e os empresários Cassius Marcelo Ribeiro (Dyfteria), Rosália Helena Dias (Sassafrás), Cidéia Lúcia Clementino (Dobus), Leopoldo Nogueira (INC), Cristina Queiroz dos Santos (Ratts) e Kátia Lima (Carbônio 14), além do jornalista Wagner Penna. Também participaram da consultoria as empresas: Avesso, Verde Limão, Uzze Buzze, Melo e Cruz, mas, os empresários não puderam participar do encontro para balanço. 
Para o empresário, Leopoldo Nogueira, que trabalha com modinha em malha, através das novas informações ele notou que seu produto ficou mais competitivo, e hoje ele consegue vender seus produtos em pólos como Blumenau, devido ao diferencial de suas peças. O empresário ganhou mais segurança quanto à sua gestão. 
Cidéia Lúcia também achou de grande valia acompanhar os aconselhamentos da consultoria. Ela simpatizou com os consultores e afirma que pretende colocar em prática o diagnóstico levantado pela equipe. 
Cristina Queiroz e Cassius Marcelo ressaltaram principalmente o fato de que os consultores os levaram a refletir sobre o público alvo de seus produtos, o que leva a um direcionamento mais prático da produção. 
- Eu pedi a eles que deixassem uma espécie de receita do que era necessário realizar, e eles assim o fizeram, o material deixado certamente será seguido da melhor forma possível – afirmou Cristina. 
A empresária disse que se sente pronta para desenvolver uma coleção, com identidade qualidade e sem ansiedade. 

No cronômetro 

Kátia Lima, da Carbônio 14, por sua vez achou importante o levantamento do tempo gasto na produção. Segundo ela cronometrar as ações vai ajudá-la a não deixar que a fábrica se embole com pedidos. 
Posição compartilhada pela empresária, Rosália Helena que a partir de conceitos como da importância do tempo ela pôde sentir a real capacidade de produção em sua empresa. 
Entre as falas dos empresários muitos se manifestaram também favoráveis à mobilização realizada pelo sindicato para que ações como estas possam ocorrer. 
Maria Eunice fez questão de ressaltar que o Sebrae é o ponto de apoio do Sinvesd para que mais projetos possam ser realizados. 

Diferencial 

O jornalista Wagner Penna afirmou aos empresários que a moda mineira ganha a simpatia onde quer que vá e que precisa cada vez mais de visibilidade, assim como aconteceu com o grupo Divinominas. 
Leonardo Mol aproveitou a ocasião para anunciar que Divinominas em 2009 deixa de ser um grupo formado para seis empresas para se tornar uma espécie de certificado de qualidade, que caberá a cerca de 50 empresas. Desta forma evita-se comentários de beneficiamento a alguns empresários em detrimento de outros.





Postagem em 21/11/2008 às 09:49:24

Comments