Sinvesd mais uma vez leva seus associados ao Senac - 29ª edição

postado em 19 de mai de 2011 11:11 por SINVESD INTERNET
O Sinvesd em missão empresarial levou 50 associados que participaram da 29ª edição do Seminário Senac Moda Informação. 

O evento aconteceu dia 20 de março no Memorial da América Latina, São Paulo, onde ofereceu palestra “Expressão Jovem: como encontrar os novos talentos na Internet”, sobre o novo perfil dos jovens consumidores, apresentado pela diretora do núcleo jovem da Editora abril, Brenda Lee Fucuta. Palestras sobre tecidos, cores, padronagens e tendências dos segmentos feminino, masculino, jovem e infantil, além de streetwear, moda praia e lingerie que completaram o seminário. 

Na 29ª edição esta é a 4ª participação do Sinvesd, através de subsídio, leva seus associados ao Senac para que possam buscar mais informações e estar sempre reciclando seus conhecimentos de forma que possam aplicar em seu trabalho trazendo grandes resultados e satisfação. 

Depoimentos de alguns participantes do Seminário. 

“O Senac é de extrema importância,pois, é onde temos o acesso as informações antecipadas para trabalharmos. Onde há uma interação com nossos clientes ouvindo o que eles estão buscando. E essa iniciativa do Sinvesd de estar levando ao Senac é fantástica”. (André Duarte – Lavanderia Wash Clean) 

“ A participação no Senac Moda oferece oportunidade de ver e ouvir informações sobre tendência de moda e comportamento de mercado na visão dos melhores profissionais da área do evento e aos participantes do evento é rico e de simples interpretação”. (Cida Malta – Sintonia) 

“O Senac pra mim é de extrema importância para que eu possa me reciclar no meu trabalho e sendo através do Sinvesd, facilita todo o processo para nossa participação”. (Eliana Soares – Vagão) 

“O Seminário Senac é uma oportunidade para que nós possamos sempre acrescebtar em nosso trabalho o que aprendemos lá. E tendo recurso através do sinvesd facilita ainda mais este processo”. (Emerson Santos – Folhetim) 


Temas Verão 2008

FUTURISMO 60 

Experimentação, psicodelia, mudanças...são as chaves de uma época sem igual. O rock britânico e a cultura pop impõem seu estilo, que ficou conhecido como Mod. 
As butiques Biba e Bazaar, Mary Quant, Audrey Hepburn e a modelo Twiggy tornam-se referências estéticas absolutas. 
A corrida espacial estava no auge inspirando fantasias futu´risticas e trajes de ficção cientìfica nas passarelas de Balenciaga,Courréges e Rabanne, além de ambientar filmes como “Barbarella”, de Roger Vadim. 
Esse cenário deliciosamente saudosista inspira o futurismo retro dos dias de hoje, e sugere uma evolução o homem atual para um futuro robótico, altamente dependente de tecnologia. Seremos todos ciborgues no futuro? 


MÃE NATUREZA 

O assunto é dos mais polêmicos na atualidade:aquecimento global, mudanças climáticas, preservação do meio ambiente, que inspiram uma atitude “ecologicamente correta”. 
A natureza em seu estado selvagem inspira histórias ligadas à África e aos grandes safáris, ,assim como uma moda de caráter utilitário. 
Um estilo meio country, meio camponesa, nos remete a cenários rurais, que lembram férias na fazenda e a saudável vida no campo. 
Florais, ,folhagens, pássaros e insetos são tratados de forma delicada, transitando entre os mundos científico e onírico, em estampas de espírito “colagem”, ,onde borboletas e beija-flores voam graciosamente, como se quisessem passar uma mensagem de otimismo e fé, na vida deste nosso planeta. 


ANOS 80 

Excesso em estado bruto! Sem regras, ,nem dogmas estabelecidos, a década de 80 caracteriza-se por seu espírito transgressor. 
Obsessão por dietas e academias de ginástica determinou a paixão pela moda esportiva. 
A volta do interesse pela alta costura inaugurou a era das top models. 
A sensualidade renovada por Mugler, Alaia, Versace e Galtier encontra correspondência nos dias atuais, ,na eterna busca por formas perfeitas. 
Astros pop como Madonna e Michael Jackson, o filme “Flash Dance” e a “New Wave” são referências para a moda jovem. 



NEO-ROMÂNTICO 

O FILME DE Sofia Coppola, Marie Antoinette, continua influenciando a moda. Silhueta ampulheta, mangas volumosas e decotes, desfilam nas passarelas. 
Profusão de flores, transparências em camadas, drapeados, jogos de relevos evoluem para um espírito lingerie, que muitas vezes declina-se em formas deslizantes, inspiradas nas deusas gregas. 
Vestidinhos brancos, adornados com detalhes artesanais de rendas ou crochê, blusas e camisas românticas com laços e babados, florais liberty completam a versão mais ingênua e sonhadora dessa história. 


ELEGÂNCIA RETRÔ 

O chique de tempos passados foi guia para muitas coleções neste verão. 
Anos 20, 30 e 40 são revistados em seu melhor estilo. Lembranças de Schiapparelli e as releituras andróginas feitas por Yves St. Laurent nos anos 70, definem silhuetas alongadas e retas que surgem uma certa sobriedade rebelde. 
De outro lado, os anos 50, a década do culto à beleza por excelência , traz um visual cheio de curvas extremamente femininas, no melhor estilo das grandes estrelas de cinema, como Ava Gardner, ,Rita Rayworth, ,Katharine Hepburn, ,Marilyn Monroe e Brigitte Bardot... 
Pin-ups em trajes ajustados, curtos e decotados, constatam com looks brejeiros em xadrez vichy,calças capri, meio rockabilly, tipo West Side Storey, tipicamente fitties. 


ANOS 70 

“Os embalos de sábado a noite” marcam a estética dos anos 70, onde os clubes de Nova York, como o Studio 54, são referências para a vida noturna. 
Durante o dia, ,o look hippie causa furor em todo o mundo. O grupo Abba, Bee Gees, Jane Birkin com seulook lolita e o estilo do trio “As Panteras” ditam as regras de estilo. 
A liberdade dessa época, também é marcasa por uma forte influência folk-étnica, que emerge da Índia, Rússia, países orientais e latinos como o México. 
Um clima totalmente retro faz deste tema, uma viagem no tempo, com direito a suspiros de nostalgia. 

* Fonte de Informação – Senac Moda Informação – Verão 2008.


Postado em 22/3/2007 às 17:45:28


Comments